Recebidos Junho 2017 - Blog Virou Tendência
Recebidos do Mês

[ vídeo ] Recebidos de Junho 2017!

comprar casaco feminino barato
Moda

20 casacos femininos baratos e quentinhos para o Inverno – peças a partir de R$40

Comprar Maquiagem Barato - Comprar Online Maquiagem Barata
Beleza

Comprar Maquiagem Barata: 30 makes a partir de R$5

Como Usar Macaquinho com Camiseta Tendências
Looks

[ Look da Mai ] Macaquinho + T-shirt Branca

Resenha Batom Matte Stick VULT
Beleza

Resenha Batom Matte Stick VULT – cores 08, 09, 07 e 12

Virou Tendencia Maina Belli
Looks

[ Look da Mai ] Óculos Dior Inspired + Saída de Praia Branca

Resenha Vichy Ideal Body Pescoço Colo e Mãos Gel Creme Anti Idade
Beleza

Resenha Vichy Ideal Body Pescoço, Colo e Mãos FPS20

Comprar Pijama Any Any
Looks

O Pijama Any Any mais fofo de todos!

Viagens

Dicas de Viagem para o Chile: Pontos Turísticos de Santiago

ago 07, 2017

Mulher, mãe e profissional: o eterno conflito de como administrar tantas funções

Moda
Como gerar renda extra trabalhando de casa?

Como gerar renda extra trabalhando de casa?

*publicidade

As mulheres constantemente enfrentam esse dilema quando se tornam mães – o desafio de conciliar as tarefas de ser profissional, mãe e mulher. Elas vivem fazendo malabarismos para dar conta da vida de mãe e ao mesmo tempo equilibrar seus desejos profissionais e sua necessidade de gerar renda, além de se ver como uma mulher.

Uma boa parte das profissionais que engravidam deixam o mercado de trabalho para se dedicar ao bebê e à sua nova família. E uma boa parte leva de um a dois anos para retornar às suas atividades profissionais. Geralmente, essas decisões se devem à inflexibilidade da carga horária, ao período de licença maternidade insuficiente e ao desejo das mulheres de acompanhar diretamente a primeira infância dos filhos.

Por outro lado, elas também vivem outro dilema: como administrar tantas tarefas e ainda se cuidarem, frequentando academia, salão de beleza e seguindo as tendências da moda.

O equilíbrio no universo materno

Depois que a mulher se afasta do ambiente profissional, geralmente, ela imerge no universo materno e esquece de manter sua rede de relacionamentos viva, se atualizar sobre o mercado e o mundo dos negócios, e isso dificulta seu retorno ao trabalho após esse período de dedicação à família.

Uma dica para não perder os contatos profissionais é alimentar suas redes sociais, especialmente o Linkedin, cujo foco é detectar oportunidades de emprego e compartilhar conhecimento sobre carreira e desenvolvimento profissional. Assim, quando decidir voltar ao mercado poderá contar com essa rede de relacionamentos para se recolocar.

Um fator importante que todas as mulheres devem considerar é o equilíbrio entre suas tarefas de mãe e sua rede de relacionamentos. Portanto, ache um tempinho para um happy hour com os colegas do antigo trabalho e as amigas.

Como gerar renda extra trabalhando de casa?

Como gerar renda extra trabalhando de casa?

O empreendedorismo materno –  como gerar renda extra trabalhando de casa?

É notável uma certa tendência para o empreendedorismo materno, e isso se dá devido à dificuldade de muitas mulheres retornarem ao ambiente corporativo tradicional, com horário de trabalho inflexível.

Após a maternidade, as mulheres buscam aliar algum talento ou interesse já identificado com sua necessidade de dedicar um tempo à sua família. Mas, para empreender é preciso cercar-se de todos os cuidados e informações, se preparando para iniciar do zero ou buscando alguma oportunidade pronta para ter seu próprio negócio, como por exemplo uma franquia.

Como gerar renda extra trabalhando de casa?

Como gerar renda extra trabalhando de casa?

Os desafios da mãe moderna

Cada vez mais multifunção, as mães modernas se deparam com o desafio de atuar em tantas frentes e ter diversas responsabilidades – profissional, mãe, mulher, amiga, esposa –, o que, por vezes, sobrecarrega e traz dificuldades.

E quando chega a hora de voltar ao trabalho? Aí surgem conflitos a serem enfrentados todos os dias – geralmente em silêncio, porque se você admiti-los, é como se estivesse dizendo que não é boa mãe, ou boa profissional, não é mesmo? Então me diga se você não se identifica!

A culpa por deixar seu filho para ir trabalhar e, ao mesmo tempo, se ver feliz por não estar em casa trocando fraldas ou dando papinha. Se a culpa por esse sentimento te aflige, jogue-a fora: querer respirar um pouco não significa, de forma alguma, que você não ame seu filho.

A dificuldade em equilibrar maternidade e carreira. É bem complicado ter que largar tudo no trabalho quando seu filho fica doente e você tem uma reunião ou um projeto importante. E é igualmente difícil não estar presente sempre que seu filho demanda atenção, pois tem que entregar as tarefas do dia. Então, respire, pense positivo e faça o melhor que pode, nem sempre é possível fazer tudo 100%.

Quando sua estrutura de apoio falha e dá tudo errado, o melhor a fazer é não deixar a peteca cair. Com certeza você vai se virar se sua ajudante faltar, ou se não conseguir chegar em casa antes do transporte escolar. Nesses momentos, ter a mãe, a sogra, uma vizinha ou amiga com quem contar é um verdadeiro bálsamo, então cultive esses relacionamentos e conte com essa alternativa de apoio.

Sentir culpa por não ser a mãe perfeita faz parte do pacote. Há momentos em que você vai se cobrar por não estar mais presente, por ter chegado em casa cansada e sem paciência, por ter se irritado quando seu filho acordou três vezes durante a madrugada. E até se perguntar se não seria melhor deixar tudo para trás e passar a ser mãe em tempo integral. E sabe qual é a resposta certa? Aquela que estiver em seu coração!

Saiba que trabalhar fora e ajudar na renda familiar, dando exemplo aos seus filhos do que é ser uma mulher batalhadora é algo muito positivo. Mas se lá no fundo você sentir que é hora de buscar um novo modelo, que equilibre a qualidade e a quantidade de convívio de que seu filho tanto precisa, não tenha medo e invista no empreendedorismo – o importante é fazer aquilo que você considera o melhor para sua família.

Lembre-se: você não é a Mulher Maravilha. Não queira acumular todo o trabalho para si, pois, se não conseguir, se sentirá frustrada. Para que sua empresa ou carreira cresça e sua vida pessoal seja mais feliz, delegue as tarefas de casa, da empresa – que não precisam diretamente de você –, e curta sua liberdade.

 

Super beijo, Mai. ♡

————————————-

Me acompanhe também nas redes sociais:

INSTAGRAM | FACEBOOK | YOUTUBE

Posts relacionados à esse que você leu

Comente com o Facebook

Deixe seu comentário